PT | EN


 

Relatórios de conclusões já disponíveis

A ANI está a promover o “Ciclo de Eventos - Dinâmicas para a Inovação”, um conjunto de iniciativas sobre Valorização do Conhecimento, subordinado a áreas e setores estratégicos da economia nacional.

A segunda sessão, que contou a realização de Workshops e Focus Group Meetings, decorreu no dia 29 de outubro, no Centro de Interface RAIZ – Instituto de Investigação da Floresta e Papel, em Aveiro, e foi dedicada ao tema da Floresta.

O dia arrancou com uma breve apresentação do Diretor-Geral do RAIZ, Carlos Neto, seguindo-se a abertura dos trabalhos com a intervenção de Alexandre Almeida (ANI), que destacou alguns dados relativos aos projetos aprovados no âmbito do Portugal 2020 para a Floresta.

Os desafios e os obstáculos das próximas décadas para a Floresta portuguesa

Durante a parte da manhã, decorreu um Workshop dedicado aos temas da produção sustentável de matérias-primas, da monitorização e avaliação ambiental, da produção energética de base florestal e das florestas resilientes ao fogo (prevenção e deteção) e que teve como objetivo dinamizar a Rede Nacional de Infraestruturas Tecnológicas.  A sessão contou com contributos variados que possibilitaram um momento de partilha de desafios e de conhecimentos.  

Nuno Neto, da Navigator Company, abordou os desafios que o país enfrenta ao nível da gestão da floresta, indicando a necessidade de se apostar num modelo mais societário. O representante da Navigator Company incluiu ainda na discussão o exemplo do eucalipto, justificando a forte aposta nesta espécie em Portugal com as vantajosas condições climatéricas que o país apresenta. Francisco Gírio, do CoLab Bioref, referiu as potencialidades que o espaço florestal tem para o reforço da produção de biomassa enquanto combustível verde e apontou ainda como obstáculo a elevada falta de ligação entre os centros de I&D e as empresas.

Alexandra Marques, do INESC TEC, focou a discussão na utilização de tecnologias com potencial de desenvolvimento das áreas florestais, nomeadamente aquelas que atuam ao nível do ordenamento do território. Ainda sobre este ponto houve espaço para discussão em torno da necessidade de criar e melhorar a gestão paisagística do território. Francisco Goes, da Celpa, relevou a importância da introdução de novos processos de trabalho e da inovação tecnológica para a indústria do papel, que tem no eucalipto a sua principal fonte de matéria-prima.

As tecnologias que podem revolucionar a Floresta

Durante a tarde realizaram-se Focus Group Meetings Temáticos, através da apresentação de tecnologias inovadoras que respondem aos desafios e aos obstáculos colocados pelos vários grupos de trabalho.

Um produto capaz de desinfetar ferramentas de poda, um sistema de torrefação eco-friendly, uma ferramenta de planeamento da gestão florestal e um processo de biotransformação dos componentes da resina. Estas foram algumas das tendências tecnológicas algumas, umas em fase avançada de implementação no mercado e outras ainda em fase embrionária.

Relatórios dos eventos já estão disponíveis

Consulte aqui os relatórios com as conclusões dos dois eventos:

Conclusões Workshop

Conclusões Focus Group Meeting

 

Próximo evento com data marcada

No próximo dia 20 de novembro, Oliveira do Hospital recebe mais uma iniciativa do “Ciclo de Eventos – Dinâmicas para a Inovação”. As sessões terão lugar no BLC3 – Campus de Tecnologia e Inovação. Água e Ambiente será o mote para a discussão.

O Ciclo de eventos – Dinâmicas para a Inovação é promovido no âmbito do SIAC – Iniciativa de Transferência de Conhecimento, cofinanciada pelo COMPETE 2020, através do Portugal 2020 e do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

04/11/2019
Calendário
Documentos de Apoio
Sem Documentos
Contactos
info@ani.pt
Tel.: +351 21 423 21 00
PARTILHAR NAS REDES SOCIAIS |