PT | EN


Gestor de Programas Internacionais (NCP)
17/01/2020
Refª. 6537893

MISSÃO DA FUNÇÃO

Promover ativamente a participação portuguesa no programa - quadro de Investigação e Inovação (e.g., Horizonte 2020 e futuro Horizonte Europa - HE), nomeadamente, dando informação sobre oportunidades, orientando na elaboração de propostas, formação, coordenando a delegação nacional do tema nos comités de Programa, acompanhando e analisando resultados, efetuando contactos com a Comissão Europeia, garantindo a representação nacional em iniciativas, parcerias Europeias, Missões e plataformas temáticas Europeias, transmitindo informação aos Ministérios da tutela e propondo medidas para melhoria da participação portuguesa nos programas acompanhados.

 

PRINCIPAIS RESPONSABILIDADES DA FUNÇÃO

  1. Identificar na comunidade de I&DT nacional, instituições, equipas ou indivíduos com elevado potencial para participação em projetos do H2020 e futuro HE ;
  2. Difundir a documentação geral e específica sobre o Programa-Quadro de Investigação e Inovação , nomeadamente, sobre condições de participação e possibilidades e condições para submissão de propostas, orçamento e reporte;
  3. Organizar atividades de informação e promocionais – em articulação com os serviços da comissão quando apropriado (e.g., dias de informação, conferências, newsletters, websites, feiras, etc.) e atividades de formação (e.g. escrita de propostas, reporte financeiro, etc.);
  4. Alertar para as atividades de inovação no H2020 e futuro HE, incluindo o objetivo de melhorar a participação da indústria e, em particular, das PME, bem como para oportunidades de financiamento oferecidas por outras medidas e Programas;
  5. Disponibilizar, sempre que necessário, informação sobre outros programas europeus de investigação e instrumentos no âmbito de fundos estruturais específicos para investigação, estabelecendo relações de trabalho com os respetivos serviços de apoio especializado;
  6. Apoiar, aconselhar e formar: a) Apoiar os investigadores e as organizações, em particular novos atores e PME, com vista ao aumento da sua participação no H2020 e HE. b) Apoiar atividades de procura de parceiros, nomeadamente através da utilização de plataformas de internet, redes de cooperação e serviços de parceria da Enterprise Europe Network (EEN), etc c) Aconselhar sobre procedimentos, regras e assuntos administrativos (e.g., papel e responsabilidades dos participantes num consórcio, custos, direitos e obrigações dos participantes, assuntos éticos e princípios estabelecidos pela Comissão Europeia. d) Aconselhar os participantes, em particular as pequenas organizações e as PME, a estabelecer as estruturas legais e de gestão apropriadas nos projetos com orçamentos avultados e/ou participantes numerosos. e) Explicar o âmbito e as modalidades dos instrumentos de financiamento utilizados no H2020. f) Organizar cursos e sessões de formação sobre o H2020 e o HE para estruturas multiplicadoras de informação para garantir a qualidade do aconselhamento g) Organizar, sempre que se justifique, cursos e seminários de formação para grupos alvo específicos (PME, universidades, organizações comerciais, investigadores, etc.) ou sobre tópicos específicos.
  7. Reencaminhar potenciais participantes para redes específicas de apoio;
  8. Providenciar a informação necessária para o posicionamento nacional nos diferentes Programas de Comité através da auscultação da comunidade nacional numa determinada temática do Programa Quadro de Investigação e Inovação;
  9. Assegurar a representação e os interesses nacionais em iniciativas, parcerias Europeias, Missões e plataformas de discussão de temáticas diretamente relacionadas com o Programa Quadro para a Investigação e Inovação;
  10. Assegurar o acompanhamento sistemático dos resultados dos convites para apresentação de propostas, fazendo assim uma análise estratégica, com base nas informações obtidas da Comissão Europeia, contribuindo ainda para a atualização da base de dados da participação portuguesa
  11. Transmitir informação superior e propostas de medidas de melhoria da participação portuguesa, através de análises e relatórios periódicos.

REQUISITOS

Habilitações Académicas

Formação académica preferencial ao nível do doutoramento em áreas tecnológicas ligadas à Digitalização (TICs, Energia, Manefatura – indústria 4.0 – Cidades inteligentes, etc.). Poderão ser aceites formações ao nível de mestrado caso não haja candidatos adequados com doutoramento.

Serão valorizadas formações complementares.

 

Experiência Profissional 

Serão valorizados: 

  • Experiência em atividades de gestão de ciência, tecnologia e inovação, sendo valorizada experiência em Gabinetes de Transferência de Tecnologia (TTO).
  • Experiência no apoio à elaboração de propostas de candidatura aos programas quadro europeus.
  • Conhecimentos das atividades de investigação e de inovação promovidas pela Comissão Europeia e das atividades correspondentes desenvolvidas em Portugal, assim como conhecimento geral das políticas setoriais da União Europeia e nacionais.

 

Conhecimentos Base/Específicos

  • Sensibilidade para as etapas do ciclo de investigação e inovação (e.g., contactos com o setor público - universidades, institutos de investigação, unidades de interface, centros tecnológicos, sector privado, PME e outras empresas e comunidade em geral, conhecimentos sobre a temática dos direitos de propriedade intelectual e os mecanismos de financiamento, elaboração de planos de negócio);
  • Experiência relevante em fazer apresentações em público;
  • Domínio das ferramentas Microsoft Office;
  • Domínio das línguas inglesa e portuguesa (leitura, conversação e escrita)

 

Competências

Transversais

  • Orientação para a Comunidade de Investigação e Inovação
  • Foco nos Resultados
  • Criatividade e Inovação
  • Flexibilidade e Adaptação à Mudança
  • Trabalho de Equipa e Colaboração

 

Específicas

  • Relacionamento Interpessoal
  • Representação e Colaboração Institucional
  • Planeamento e Organização
  • Orientação para o Detalhe
  • Gestão de Risco
  • Análise de Informação e Sentido Crítico
  • Compromisso com a Missão do Serviço

 

INTERAÇÕES RELEVANTES

Interações externas

  • Comissão Europeia
  • Ministérios da Tutela
  • Enterprise Europe Network e outros Parceiros
  • Sector público de investigação e inovação

Interações internas

  • Direção Promoção do Investimento em I&D e Inovação
  • Direção Valorização do Conhecimento e Tecnologia
  • Direção Intelligence e Avaliação do SNI

INFORMAÇÃO ADICIONAL

Disponibilidade para deslocações frequentes (nacionais e internacionais) e disponibilidade para trabalhar de acordo com a conveniência de serviço.

 

Se considera possuir os requisitos apresentados, envie-nos, por favor, o CV para o endereço de e-mail: rh@ani.pt.

As candidaturas com interesse serão contactadas no prazo de 2 semanas.

SUBMETA AQUI A SUA CANDIDATURA

É necessário fazer login para enviar o formulário..

Faça Login!

Ainda não é um utilizador registado? Crie uma conta para se candidatar às nossas oportunidades de carreira.