Utilizamos cookies para assegurar que lhe fornecemos a melhor experiência na nossa página web. Ao continuar a navegar consideramos que aceita o seu uso. Leia aqui a nossa Politica de Cookies.

Compreendo e Aceito

Inteligência artificial: Componente humana e criativa será sempre diferenciadora, apesar dos projetos fora da caixa que já nasceram de ‘cérebros’ robóticos. Inovação colaborativa é a chave.

A falta de profissionais está a dificultar a introdução da IA, que, para António Bob Santos, beneficiará de uma articulação bem oleada entre sistema científico e empresas. “Temos que apostar em novas competências em IA, big data ou machine learning”, reforça. Este desafio é ainda transversal a todo o mercado de trabalho. “É preciso repensar o sistema produtivo para uma melhor resposta às necessidades reais de recursos”, salienta o administrador da ANI. E, explica, uma das formas de começar a operacionalizar uma transformação a este nível passa por criar novos conteúdos nas escolas. 

Leia o artigo na íntegra

calendário
DOCUMENTOS DE APOIO
Sem Documentos
CONTACTOS
info@ani.pt
Tel.: +351 21 423 21 00
PARTILHAR NAS REDES SOCIAIS |