Utilizamos cookies para assegurar que lhe fornecemos a melhor experiência na nossa página web. Ao continuar a navegar consideramos que aceita o seu uso. Leia aqui a nossa Politica de Cookies.

Compreendo e Aceito

Susana Santos, 42 anos, está a investigar as mensagens que as células trocam entre si para regenerar ossos e articulações e faz parte da equipa que criou um teste único no Mundo que ajuda a diagnosticar a depressão com uma amostra de sangue. Trata-se de um sistema que, através de um painel de biomarcadores conjugados entre si, dá uma medida de risco e de estratificação da depressão.

 


A sua descoberta que conquistou a distinção BfK Ideas 2017 da Agência Nacional de Inovação, consequência da investigação que tem vindo a desenvolver em equipa com Maria Inês Almeida e Inês Alencastre, confere um maior grau de objetividade ao diagnóstico da doença mental. O trio de investigadoras encontra-se agora a registar a patente e à procura de financiamento.

 

Leia o artigo na íntegra.

08/01/2019
calendário
DOCUMENTOS DE APOIO
Sem Documentos
CONTACTOS
info@ani.pt
Tel.: +351 21 423 21 00
PARTILHAR NAS REDES SOCIAIS |